O Projecto
A VIA NOVA - História
Construção e manutenção da VIA NOVA
O Cursus Publicus
Viajar na Geira
Paisagem
A Circulação na Via
Mansiones
Mutationes
Milhas
Miliários
Milha XII
Milha XIII
Milha XIV
Milha XV
Milha XVI
Milha XVII
Milha XVIII
Milha XIX
Milha XX
Milha XXI
Milha XXII
Milha XXIII
Milha XXIV
Milha XXV
Milha XXVI
Milha XXVII
Milha XXVIII
Milha XXIX
Milha XXX
Milha XXXI
Milha XXXII
Milha XXXIII
Milha XXXIV
Milha XXXV
Milha XXXVI
Milha XXXVII
Milha XXXVIII
Milha XXVII

Nesta milha, localizada no limite entre as freguesias de Covide e de S. João de Campo, a uma altitude de 620 metros, foi registado por José Mattos Ferreira um marco de Tito e Domiciano (79-81), datável do ano 80, indicando a distância a Bracara. Desconhece-se o paradeiro desta epí­grafe. De acordo com o testemunho recolhido por Amaro Carvalho da Silva o miliário que, actualmente, se observa junto à EN 307 encontra-se a "poucos metros" do local onde foi achado, em 1947, quando foi aberta a estrada de terra batida, entre Covide e S. João do Campo. Trata-se de um marco de Magnêncio (350-353), com indicação da milha.

O trajecto da antiga via, entre o sí­tio onde se conserva o miliário até ao cruzeiro de Campos de Gerez (cota 628 m.) é ocupado pela Estrada Nacional ao longo de 400 metros. O miliário que integra o referido cruzeiro é do imperador Décio (249-251), datável do ano 250. Foi regravado. Indica a milha XXVII pelo que se deve admitir que foi deslocado. Entre o Cruzeiro de Campos de Gerez e a milha seguinte o traçado da via atravessa um veiga, quase plana. Em nosso entender o caminho segue em linha recta até à milha seguinte.

Mapa da milha XXVII; base cartográfica do Instituto Geográfico Militar adaptada pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês.
1/3