A VIA NOVA - História
Construção e manutenção da VIA NOVA
O Cursus Publicus
Viajar na Geira
Paisagem
A Circulação na Via
Mansiones
Mutationes
Milhas
Miliários
Milha XII
Milha XIII
Milha XIV
Milha XV
Milha XVI
Milha XVII
Milha XVIII
Milha XIX
Milha XX
Milha XXI
Milha XXII
Milha XXIII
Milha XXIV
Milha XXV
Milha XXVI
Milha XXVII
Milha XXVIII
Milha XXIX
Milha XXX
Milha XXXI
Milha XXXII
Milha XXXIII
Milha XXXIV
Milha XXXV
Milha XXXVI
Milha XXXVII
Milha XXXVIII
Milha XXIX

A milha XXIX, localizada em Padrões da Cal, ou Bouça do Gavião, na freguesia de Campos do Gerez, a uma altitude de 610 metros, regista um conjunto de 13 miliários, entre os quais se destaca o que ostenta a inscrição de C. Calpetanus Rantius, governador da Tarraconensis.

Antes da intervenção arqueológica onze marcos, ou fragmentos, encontravam-se dispersos pela vertente e dois incrustados no muro divisório que separa os territórios de Vilarinho das Furnas e de Campos de Gerez. Anteriormente havia somente referência a um marco de Maximino e Máximo (238).

A partir do ponto onde a via desce à cota 570, o caminho é, periodicamente, submerso pela albufeira de Vilarinho das Furnas, sempre que esta atinge o seu ní­vel mais alto. Contudo, em perí­odos mais secos, quando a albufeira desce mais de 10 metros é possí­vel prosseguir o traçado da Geira até à milha XXX, conforme tivemos oportunidade de fazer em 1992. Devido à circunstância do caminho ficar numa zona de oscilação da albufeira, são visí­veis as consequências nefastas do empreendimento hidroeléctrico. Entre a Bouça do Gavião e o ponto em que a estrada romana é cortada pela albufeira, a via desce suavemente, entre um magní­fico bosque de carvalhos, azevinhos e medronheiros, conservando-se vários trechos de calçada, nos pontos em que o declive é mais acentuado.

Mapa da milha XXIX; base cartográfica do Instituto Geográfico Militar adaptada pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês.
1/5