O Projecto
A VIA NOVA - História
Construção e manutenção da VIA NOVA
O Cursus Publicus
Viajar na Geira
Paisagem
A Circulação na Via
Mansiones
Mutationes
Milhas
Miliários
Milha XII
Milha XIII
Milha XIV
Milha XV
Milha XVI
Milha XVII
Milha XVIII
Milha XIX
Milha XX
Milha XXI
Milha XXII
Milha XXIII
Milha XXIV
Milha XXV
Milha XXVI
Milha XXVII
Milha XXVIII
Milha XXIX
Milha XXX
Milha XXXI
Milha XXXII
Milha XXXIII
Milha XXXIV
Milha XXXV
Milha XXXVI
Milha XXXVII
Milha XXXVIII
Milha XVII

Na milha XVII, no Ribeiro de Cabaninhas, na freguesia de Chorense, a uma altitude de 450 metros, conservam-se 4 miliários, três dos quais epigrafados. De acordo com Martins Capella um dos miliários será de Caracala (198-217), datável do ano 214, outro de Décio (250) e um terceiro de Caro (282/283). Segundo Martins Capella os dois últimos estavam tombados, numa propriedade contí­gua ao caminho, pelo que recomenda que sejam colocados junto à via, o que se terá concretizado em data muito recente, pois que Amaro Carvalho da Silva os observou erguidos em 1986/7.

O mesmo autor refere um miliário de Tito e Domiciano (79-81), datável do ano 80, já desaparecido na altura em que redigiu a sua obra.

Nesta milha a VIA NOVA inflecte para norte, até à milha XIX, embora acompanhando sempre o relevo e mantendo a mesma cota (450 m), com ligeiras oscilações que o caminhante pouco sente. O caminho está em bom estado desde a milha XVII em diante cerca de duzentos metros. Logo no iní­cio entre os 145 aos 195 metros, conserva-se uma calçada, que cruza a Ribeira da Igreja. Nota-se, também, uma possí­vel pedreira antiga, cerca de 216 metros depois dos marcos da milha XVII, do lado sul da estrada. Daqui para a frente o percurso é irregular devido ao denso mato e outros factores de degradação. De qualquer modo distingue-se uma segunda calçada entre os 328 e 340 metros. Entre os 850 e 865 metros a Geira foi cortada por uma estrada de terra batida A partir dos 865 metros o caminho volta a estar bem conservado. Registam-se vestí­gios de rodados de carro aos 775, 849 e 954 metros. Entre os 1190 e 1234 metros existe uma terceira calçada. Novamente, aos 1380 metros, distinguem-se traços de rodados.

Entre os marcos da milha XVII e os da XVIII a distância é de 1709 metros. Ao longo do seu traçado, no percurso que descrevemos, a via é protegida por um muro de suporte, em pedra solta.

Mapa da milha XVII; base cartográfica do Instituto Geográfico Militar adaptada pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês.
1/3