O Projecto
A VIA NOVA - História
Construção e manutenção da VIA NOVA
O Cursus Publicus
Viajar na Geira
Paisagem
A Circulação na Via
Mansiones
Mutationes
Milhas
Miliários
Milha XII
Milha XIII
Milha XIV
Milha XV
Milha XVI
Milha XVII
Milha XVIII
Milha XIX
Milha XX
Milha XXI
Milha XXII
Milha XXIII
Milha XXIV
Milha XXV
Milha XXVI
Milha XXVII
Milha XXVIII
Milha XXIX
Milha XXX
Milha XXXI
Milha XXXII
Milha XXXIII
Milha XXXIV
Milha XXXV
Milha XXXVI
Milha XXXVII
Milha XXXVIII
Milha XII

Na milha XII, situada na Ribeira da Pala, lugar de Lama, ou Dornelas, na freguesia de Paredes Secas, a uma altitude de 350 metros, foi exumado um marco miliário dedicado a Maximino e Máximo (235-238), datável do ano 238. Este achado, ocorrido em 1957, foi divulgado pelo Cónego Arlindo Ribeiro da Cunha. Actualmente, conserva-se no adro da Igreja da freguesia de Paredes Secas.

O traçado entre a Ribeira da Pala e a milha XIII, uma subida suave, foi perturbado pelo alargamento do caminho, ocorrido em anos recentes. No entanto, ainda se conservam vários troços com calçada, perfeitamente observáveis.

Esta milha, considerando o valor de 1450 metros, terminava um pouco adiante de um pequeno desfiladeiro, fechado a Leste por um cabeço de onde se domina uma grande extensão do Vale do Cávado, bem como para Sul o Castelo do Lanhoso e, para Sudoeste o Monte de Santa Marta das Cortiças. Recordamos que no sopé do Monte do Lanhoso passava a Via XVII e que em Santa Marta das Cortiças se conservam as ruí­nas de um conjunto palatino, relacionado com o Reino Suevo.

Mapa da milha XII; base cartográfica do Instituto Geográfico Militar adaptada pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês.
1/5